Blog

Tendências de Decoração 2023

Ano novo, sonhos novos... Nada melhor do que começar o ano com novidades! Pensando nisso, compartilhamos com você uma forma de trazer o novo para dentro da sua casa. Deixe a criatividade rolar e veja algumas alternativas para você montar um ambiente cheio de estilo e aconchego.

Confira a seguir, 6 tendências de decorações para trazer o novo ao seu lar.


  • Decoração Comfy;

A palavra “Comfy” vem de “comfort”, que no inglês significa conforto. Essa tendência traz um estilo que reúne cores e peças confortáveis, com materiais sofisticados e macios ao toque, combinando linhas curvas e retas.

Em meio as condições do pós-pandemia de covid-19, com jornadas de trabalho em home office, muitos buscaram transformar suas casas em um ambiente confortável para trabalhar. O estilo comfy se mantêm em alta, pois reúne exatamente o que se precisa para criar esse ambiente.


                                                                  (Reprodução – Pinterest)
Paleta de cores: Tem como propósito trazer o contato com o artesanal, misturar texturas e tons de cores neutras, como o bege, branco, azul ou o verde presente nos tons de algumas plantas que acrescentam mais leveza e sensação de repouso ao ambiente de trabalho.

  • Tendência do Natural;

A aplicação da natureza na decoração está cada vez mais comum, incluindo plantas (que colaboram na filtragem de algumas toxinas presentes no ar) e a valorização de materiais naturais como a palha, a madeira, o linho, o algodão e outros.

(Reprodução – Pinterest)

Paleta de cores: Esse design de manter os móveis ao natural, com suas formas e cores originais, muita das vezes consideradas “imperfeições”, é uma forma de equilibrar os ambientes os quais estamos inseridos diariamente. Incluir tons terrosos, bege e verde, assim como decorações envolvendo água e jardins verticais, são ótimas opções para quem busca envolver a natureza e decorar a casa.

  • Decoração Retrô

O estilo retrô é perfeito para quem gosta do atual, mas também para quem ama uma moda das décadas de 50 à 70, pois o seu conceito é basicamente resgatar cores e formas que estiveram em alta nessas décadas e misturar ao contemporâneo.

Os padrões geométricos e formas abstratas são muito utilizados na decoração retrô, e podem estar presentes em tapetes, estofados, roupas de cama ou cortinas. Mas cuidado ao combinar essas estampas, pois elas já levam muita informação ao ambiente, e se usadas de forma exagerada podem acabar não garantindo o tão querido estilo e contribuir para uma grande poluição visual.


(Reprodução – Pinterest)

Paleta de cores: Combinações com o amarelo, o laranja, rosa e azul ou vermelho, preto e branco, ficam ótimas quando harmonizadas aos tons neutros dos pisos e paredes. Lembrando sempre de manter um equilíbrio na combinação para não fugir do estilo e deixar as cores mais vibrantes para os itens de decoração, apostando em sofás longos, com acabamento liso e brilhante, também em móveis baixos e poltronas arredondadas.

  • Vintage;

Quase todo mundo já teve algum objeto herdado dos avós ou bisavós e não soube como incluí-lo na decoração de casa, acabando por doar ou vender a peça e, muitas vezes, apenas o deixando de lado. Esses elementos que trazem boas recordações ou remetem as décadas de 40 e 50, trazem ao estilo vintage algo clássico, antigo e de excelente qualidade, podendo ser associado a qualquer objeto, seja um carro, roupas, móveis, discos, entre outros. O vintage é uma fusão de diversos estilos, mas nunca sendo adaptado ou alterado para os tempos modernos, perfeito para os amantes da nostalgia.

(Reprodução – Pinterest)

Paleta de cores: As características do vintage são bem marcantes e, dentre elas, a principal é o uso de móveis de madeira natural, em forma arredondada e tons claros. Também se destacam as cores neutras e tons da paleta romântica, como o rosê, o creme e as cores amendoadas. Além de ser muito presente a estampa floral nos papéis de parede deste estilo.

  • Urban Jungle;

Em busca de restabelecer a conexão das pessoas com a natureza, o Urban Jungle cumpre seu papel em diversas casas atualmente. A expressão “floresta urbana”, que consiste em utilizar a natureza como principal “musa” para toda a decoração, vai além de somente ter plantas como aspecto central, mais ainda os materiais dos móveis, cores e até papéis de parede com padrões de folhagem, existe uma tendência de criar um local com materiais naturais e, novamente, a madeira está presente juntamente da palha e outros componentes que remetem ao ambiente externo.

(Reprodução – Pinterest)

Indicação: Como já comentado anteriormente, ter plantas dentro de casa é altamente benéfico, pois elas colaboram na filtragem de algumas toxinas presentes no ar, além de melhorar a energia da casa e trazer tranquilidade ao morador. E telas em casas é uma ótima forma de aproveitar os espaços em casa, como aquele cantinho sem graça que pode ficar lindo com uma Costela-de-adão ou uma Zamioculca ocupando e decorando o lugar.


  • Japandi: o novo Minimalismo;

A palavra “Japandi” é a junção de japonês com escandinavo, que vem sendo utilizada para designar o estilo de decoração que une essas duas estéticas. Esse estilo é considerado o novo minimalismo e vem conquistando cada vez mais a atenção daqueles que já eram adeptos ao minimalismo original.

O conceito dessa decoração é fugir dos excessos – algo muito presente no minimalismo – seja nos itens decorativos, número de móveis ou revestimentos, ele ainda busca a funcionalidade nos cômodos e tem como foco o conforto. Um dos pontos que se destacam na decoração Japandi, diz respeito aos elementos naturais, entre eles o bambu, a cerâmica e o couro. Como destaque, novamente, a madeira, que seguindo o estilo Wabi-Sabi pode surgir em tonalidades claras ou mais escurecidas. Adornos como o tricô e a lã são excelentes para trazer uma sensação de leveza ao local, assim como almofadas e mantas em versões de fibras naturais.

(Reprodução – Pinterest)

Paleta de cores: TTrazendo o charme da decoração japonesa, com sua elegância e delicadeza, o Japandi também leva uma sensação de conforto para quem está no ambiente. São as cores claras como o bege, cinza, off-white, verde musgo e tons terrosos, além da simplicidade de linhas e formas em harmonia com a filosofia Wabi-Sabi, representando a beleza e estética do imperfeito, as características que transformam esse estilo tão maravilhoso.


E aí, gostou das dicas? Compartilhe com os amigos essa novidade e comece já o ano em um ambiente novo e aconchegante!

Receba nossas novidades por e-mail

Não se preocupe, seus dados estão
seguros.
Não enviamos SPAM.

Blog

Ver todos
Como inserir a lã de PET em projetos arquitetônicos?

Como inserir a lã de PET em projetos arquitetônicos?

Você é arquiteto, mas não sabe qual material acústico especificar na hora de elaborar uma proposta ao seu cliente? Você já especificou algum material acústico, porém após a instalação percebeu que não obteve o conforto acústico esperado? Gerou um ambiente com um som abafado demais (excesso de absorção) ou com reverberação excessiva (absorção sonora insuficiente)?...

Leia mais
Nova Patente Ecofiber - Fibras compósitas retardantes a chamas

Nova Patente Ecofiber - Fibras compósitas retardantes a chamas

Um marco na indústria têxtil: Ecofiber recebe patente por inovação.

Leia mais
A importância do Silêncio no ambiente de trabalho

A importância do Silêncio no ambiente de trabalho

Você sabe o quão importante é ter um ambiente de trabalho silencioso?

Leia mais
@ecofiber_oficial